Reconhecimento pontifício das células paroquiais de evangelização

em 29 de maio em Roma.

O serviço de células paroquiais de evangelização (CPE) criadas na Europa em 1985 por Pe. Pigi Perini da paróquia de Santo Eustorgio em Milão foi reconhecido pelo Pontifício Conselho para os Leigos em 29 de maio em Roma.

http://www.h2onews.org/index.php?option=com_content&view=article&id=18840:h2onews&catid=111:eventos&Itemid=56

Dom Josef Clemens, que presidiu a cerimônia, nos disse o significado deste ato para a Igreja.

Os membros leigos das células paroquiais se reúnem a cada semana e convidam todas as pessoas a participar deste encontro onde eles são capacitados por seu pároco. Um método de evangelização que, para o Pe. Pigi, Presidente do Organismo internacional de serviço das células paroquiais de evangelização, foi proposto de modo universal pela Igreja.

Para o representante francófono deste serviço, padre Arnaud Adrien, o reconhecimento oficial deste serviço é uma prova que demonstra o dinamismo desta proposta.

Sottopancia :
Dom Josef Clemens, secretário do Pontifício Conselho para os Leigos
Pe. Pigi Perini, presidente do Organismo internacional do serviço CPE.
Padre Arnaud Adrien, responsável francófono da CPE.

Dom Clemens: “O reconhecimento pontifício é como uma pausa. Nos detemos, para que a Igreja – por assim dizer – acolha o carisma, o sentido e o método, o modo de evangelizar.
Este é um momento de reflexão e também de aceitação. Ou seja, a igreja acolhe isso como um caminho bom e justo ao qual se pode recorrer. E proporciona também um novo impulso a um serviço ou uma iniciativa para intensificar o caminho iniciado”.

Pe. Pigi: “A aprovação do Pontifício Conselho para os Leigos faz com que esta obra não seja vista como algo meu, mas que agora pertence à Igreja, porque a Igreja faz sua e a propõe, construindo deste modo diferentes vias para os bispos, para os párocos. E se espera que possa trazer novos frutos”.

Pe. Adrien: “O reconhecimento do Pontifício Conselho nos permite dirigir-nos a outras nações e realizar uma grande trabalho de comunicação e convite para divulgar este método de evangelização que renova profundamente as paróquias”.

Ver online : h2oNews